Loading...

It's been a hard days night!

Têm dias em que a noite é foda.


04 abril 2010

Pesquisa: pessoas que começam a fumar passam a ter QI mais baixo

Pesquisa de uma equipe médica israelense concluiu que as pessoas que se tornam tabagistas têm Quociente Intelectual (QI) inferior aos que não adquirem esse hábito. A equipe, coordenada por Mark Weiser, do Centro Médico Sheba, do Hospital Tel-Hashomer, foi feita com 20 mil soldados do Exército de Israel. O estudo mostrou uma correlação direta entre a quantidade de cigarros consumidos e o QI de um indivíduo: quanto mais se fuma, menor é esse quociente. "As pesquisas deixaram claro que pessoas com baixo QI são justamente aquelas que decidem fumar. Não se trata de uma questão sócio-econômica", afirma Weiser. Para ele, essas conclusões serão úteis na orientação futura dos trabalhos de especialistas em saúde pública.

Resposta:

COMENTÁRIO SOBRE A MATÉRIA CIGARRO E QI.
Discordo totalmente e tenho medo da afirmativa na relação cigarro/tabaco e QI. Não acho que Einstein, Deleuze, Vila Lobos, Charles Baudelaire, Albert Camus, Freud, Sartre, Mario Quintana, Bertrand Russel, Jacques Derrida, Pablo Neruda, Henry Miller, Guimarães Rosa, Thomas Mann, Tom Jobim, Grouxo Marx, Stravisnky, Vinicius de Moraes, Oscar Niemeyer (que aliás fuma aos 102 anos!), e a nossa querida Clarice Lispector tivessem baixo QI. Citando Alexandre Aguiar, jurista: 'A primeira ideologia submersa em todo esse discurso é o cientificismo. Essa doutrina considera que os conhecimentos científicos são a única fonte confiável a respeito da realidade. Mais ainda: o que é científico torna-se definitivo, inquestionável. É preciso deixar claro que ciência e verdade “absoluta” ou “definitiva” são conceitos absolutamente inconciliáveis. Acreditar nessa correlação é ter uma fé, que nada difere da religiosa, na inteligência e na imparcialidade dos cientistas. Também é acreditar que o método científico é poderoso o bastante para, sem erros, abarcar toda a realidade.' Vamos usar o bom senso sempre. Que o tabaco faz mal, correto que sim, mas será que difere da maioria das coisas que consumimos? Respeitar os individuos é a chave, fumantes e não fumantes na convivência harmoniosa e não disseminar um 'ódio' segregador baseado em uma 'ciência' que levou por intolerância tantas mortes através do tempo e da história. 'Caso contrário, assistiremos à perda progressiva da liberdade e da privacidade em nome do objetivo mítico de construir um “ser humano melhor”, em uma sociedade perfeita, livre da doença, do sofrimento e da morte. Por sinal, era o que pretendia Hitler, o primeiro governante a combater tenazmente o cigarro'.

Fonte notícia: http://www.jornalalef.com.br/

-- Nelson A Bucker Jr cineasta

3 comentários:

  1. QI é um instrumento bem limitado pra medir uma coisa complexa como inteligencia.

    Portando pesquisas que comparam QI não dizem muita coisa. (Nem entro no mérito do cigarro)

    ResponderExcluir