Loading...

It's been a hard days night!

Têm dias em que a noite é foda.


19 março 2010

não vejo mais nenhuma "BELA" a vida segue sendo uma querela não sofro mais ou me engano pela morena de cabelos curtos falo como falo meu falo fala alto a respeito de coisas do meu mundo nefasto psicólogos amigos me têm de ouvir de suprimir coibir meus atos atômicos não quero mais a morte JÁ DISSE quero aprender a amar de novo mas não com ela não com aquela malva quero a vida a sobrevida ressalva de um dia quem sabe ser feliz na selva menina só te digo uma coisa beber já não mais nos alivia quero companheira pra toda via pirar no beco sossegar na açoita transar nas moitas coisas sinistras irromper em lágrimas na relva cinzenta quero a peste na carne sentir virulenta e a morte graciar no eterno prenúncio quero tudo ter sentir arrepio soturno brincar na casa verde fazer gargaturas digo que queria muito aquela criatura e hoje sigo soturno entregue queria mesmo é fritar o cérebro douto e casar com a mina de meu cerebelo esbelto

Um comentário: