Loading...

It's been a hard days night!

Têm dias em que a noite é foda.


08 março 2009

EPIDERME

Chego em casa apressado meu reino por uma caneta há duas horas uma idéia genial insistentemente forte martela minha cabeça Nem uma mísera BIC no bolso um puto então nem se fala Enfrentei ônibus abarrotado com aquelas senhoras chatas puxando papo crianças chorando, gritando, esperneando engarrafamento quilomêtrico e desvios inimagináveis Rente à porta ponho a chave no tambor e TEK partida ao meio que agonia: hoje não deve ser meu dia! Desesperado, uma boa idéia vale a vida, verifico a carteira: R$ 1,30 o jeito é voar pra uma LAN, o RU da noite já era, foda-se a fechadura Em frente à tela (já era hora provar da segurança digital) TEK-TELEK-TELEK-TEK palavras fluem com propriedade a grande promessa de escritor finalmente se concretiza até que enfim a obra-prima Tão absorvido no trabalho percebo da pior maneira o mau-funcionamento do CTRL-S os incontáveis zeros e ums perdidos na imensidão virtual essa hora talvez já estejam em Saturno Porém nada de desânimo de infantaria que eu sou não há nada que me abala havia ainda uma última cartada Entro correndo no Come-Come na cozinha o meu oásis uma faca o fio de uma navalha por minha mão sem resistência é surrupiada me tranco no banheiro e dou ouvidos ao mundo interior Na pele a faca afiada minha alma aliviada fica tudo registrado em forma de tatuagem: o sangue mancha os guardanapos e agora é que transcrevo os dados da minha última cruzada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário