Loading...

It's been a hard days night!

Têm dias em que a noite é foda.


13 junho 2008

PAPOULA

A papoula é uma erva papaverácea de cujas flores se obtém o ópio. Mas se fosse mulher teria os cabelos curtos, os olhinhos inquietos, a boca sedutora: viciante à mesma razão. Chamar-se-ia então Paola, nos encontraríamos na mesa de um bar ou numa das esquinas da fria Curitiba. Daí seriam abraços e beijos, eu emprestaria meu casaco e até dançaríamos (se um dos dois soubesse). Mas falaríamos de coisas sérias, discutiríamos e partiria - ai, meu coração - no odioso veículo laranja. Dia seguinte viria a abstinência que, de certo modo, soa à advertência: “Não faça isso, não a procure mais, o amor é droga!” Sei que é preciso deixá-la - psicodelicamente - bater as brancas asas e voar, não se deve aprisioná-la, que pressionada escapa. É maluquinha e precisa ser levada na medida certa. Enfim, sei que é preciso deixá-la - forçosamente - LIBERTA! In: antes do COMEÇO depois DO FIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário