Loading...

It's been a hard days night!

Têm dias em que a noite é foda.


25 junho 2008

O modelo de educação formal no Brasil está completamente equivocado. O ensino fundamental, por exemplo, encadeia oito anos (agora nove, de acordo com a nova determinação governamental) de repetidas tentativas de introjeção de conhecimentos desinteressantes e inúteis para qualquer um. Informações desnecessárias que não visam a um desenvolvimento saudável do educando, e sim repetem fórmulas, estruturas e doutrinas visando à manutenção do poder social e historicamente estabelecido. No ensino médio a coisa se complica. Legiões de ovelhas começam a preparar-se para a conquista de um lugar ao sol nas pastagens superiores, o que lhes garantiria melhores oportunidades de ascender (ou continuar) no privilegiado posto de elite - cultural, social, econômica. Aqui o que interessa não é a preparaçao para uma vida adulta; mede-se a eficácia do ensino em termos de sucesso individual. O ensino superior é onde uma minoria desemboca em busca de formação profissional especializada. Graduandos demoram-se quatro ou cinco anos nos bancos de uma instituição ouvindo o discurso leviano e legitimado de professores que, em sua maioria, defendem os interesses burgueses de uma sociedade em ruínas. Engolem as considerações de seus mestres e doutores sem nada questionar. Formam-se. Iniciam suas práticas e a seu próprio modo recuperam a cadeia esmagadora de opiniões construídas à base de citações, quando na verdade deveriam pensar por si mesmos: procurando idéias, assumindo-as, sendo empreendedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário